New Accountant Code of Ethics: an analysis of acceptability from the perspective of accountants in Corumbá-ES and the impacts arising from the main changes

No Thumbnail Available
Date
Journal Title
Journal ISSN
Volume Title
Publisher
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP
Abstract
Description
The new professional code of ethics of accountant is established in the Brazilian Accounting Norm (NBC PG 01), approved by the Federal Accounting Council (CFC), at September 7, 2019, and its updates and deletions are considered significant. We used the methodology classified as quantitative, descriptive, documental, and through data collection, the data showed that between all accountants analyzed during the research, only 76% of the accountants of Corumbá city were aware of the code update. Regarding the belittlement aspect, that there is not in the new code, about 70% were against the update, because it will be detrimental to the accountants. About the divulgation of prices and gratuity 76% are against because of class devaluation, and that would cause unfair competition and even disunion between accountants. Regarding price fixing, the answers were divided by 50% against and 50% in favor.
O novo código de ética profissional do contador está estabelecido na Norma Brasileira de Contabilidade (NBC PG 01), aprovada pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC) em 7 de fevereiro de 2019. Este estudo tem como objetivo analisar a aceitabilidade do novo código de ética na perspectiva dos contadores, com base na sua atualização que entrou em vigor em 1 de junho de 2019, tendo suas devidas atualizações e exclusões consideradas significativas. Utilizou-se a metodologia classificada como quantitativa, descritiva, documental, e por meio de coleta de dados, os dados apontaram que dos contadores analisados durante a pesquisa, apenas 76% dos contadores da cidade de Corumbá-MS, estavam cientes da atualização do código. Quanto ao aspecto do aviltamento que não consta mais no novo código, cerca de 70% foram contra a atualização, pois será prejudicial à classe contábil. Quanto à divulgação de preços e gratuidades, 76% são contra, devido à desvalorização da classe, evidência que geraria competição desleal e até mesmo a desunião da classe. Quanto ao tabelamento de preços, as respostas se dividiram em 50% contra e 50% a favor.
Keywords
Citation
Collections