Relationship Between the Audit Report with Modification and the Exchange of Independent Auditor in Listed Companies

No Thumbnail Available
Date
Journal Title
Journal ISSN
Volume Title
Publisher
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP
Abstract
Description
The economic impact of the audit report with modification has been subject of a large range of researches, whether in the way of checking the influence on the stock prices or implications to the management members, for example. In this way, explanations or prognoses of a report with modification have aroused an interest in the scientific field, as well as researches about the emission of an audit report with clean opinion by pressure of the management members and “opinion shopping”. Considering this situation, this paper aims to check if there is any association between the exchange of the independent auditor and the emission of the audit report with modification on the companies listed in the Securities Commission – CVM on the date of December 31st, 2016, which comprehends 619 companies. However, until September 15th, 2017 (last day of data collecting), four of the reports weren’t found, that means only 615 audit reports were analyzed and, from these, 574 are reports with a clean opinion, 30 reports have one or more qualifications, 2 reports have adverse opinion, and, last, the auditors issued 9 reports with disclaimer of opinion. It was concluded that, among the total of the sample, 26,83%, or 11 companies, changed their independent auditor after receiving an audit report with any kind of modification. This result goes against the international researches about the emission of a report with clean opinion by pressure of the management members and “Opinion Shopping”.Keywords: Independent auditor; Report with modification; Companies listed.
O impacto econômico do relatório de auditoria com modificação tem sido objeto de ampla gama de pesquisas, seja no sentido de verificar a influência sobre o preço das ações ou implicações para os membros da administração, por exemplo. Nesse sentido, explicações ou prognósticos de relatório com modificação tem despertado interesse no meio cientifico, assim como, pesquisas sobre emissão de relatórios sem modificação por pressão da administração e “opinion shopping” apresentam destaque nos últimos anos. Diante desse contexto, este trabalho tem como objetivo verificar se há relação entre a troca do auditor independente e a emissão de relatório de auditoria com modificação em companhias listadas na CVM – Comissão de Valores Mobiliários. Para tal, realizou-se uma pesquisa descritiva por meio de análise documental e utilização de amostra com população composta por todas as companhias listadas na CVM – Comissão de Valores Mobiliários na data-base de 31 de dezembro de 2016, totalizando 619 companhias. Todavia, até o dia 15 de setembro de 2017 (último dia de coleta de dados) não foram identificados os relatórios de auditoria de quatro companhias, ou seja, a amostra válida contempla 615 companhias. A partir da amostra válida, segregou-se os relatórios em: sem modificação e com modificação, identificando 41 companhias com relatório de auditoria com modificação, que foram objeto de estudo. Do total dos 41 relatórios de auditoria analisados, 30 relatórios possuem uma ou mais ressalvas, dois relatórios possuem opinião adversa; e por fim, os auditores independentes emitiram nove relatórios com abstenção de opinião. Concluiu-se que do total da amostra, 26,83%, ou seja, 11 companhias trocaram seu auditor independente subsequentemente ao recebimento de um relatório de auditoria com modificação. Esse resultado contraria pesquisas internacionais sobre a emissão de relatório sem modificação por pressão da administração das companhias, e “Opinion shopping”.
Keywords
Citation
Collections